Tuesday, December 06, 2005

Natal sem AIDS?

Acho que todo mundo sabe do absurdo que aconteceu recentemente, mas caso não saibam vale reiterar:
"Na sexta-feira, o Vaticano afirmou ter decidido excluir Daniela Mercury do elenco [de um espetáculo de Natal] "porque (ela) havia anunciado que, durante o concerto, promoveria abertamente o uso de preservativos para combater a praga da Aids", disse Bellucci, em entrevista coletiva para apresentar o show beneficente." (fonte: Reuters)

Bom. Alguém quer atirar a primeira pedra? Eu francamente não sei o que dizer para vociferar o _absurdo_ que é uma declaração dessas. Uma Instituição (notem o respeito, com o uso apropriado do "I" Maiúsculo) de tamanha influência como a Santa Igreja Católica Apostólica Romana proibindo abertamente o uso de camisinha (que é, dadas todas as circumstâncias atuais, o método anticoncepcional mais eficaz) deveria ser condenada por praticar terrorismo! Terrorismo mesmo, colocado ao lado dos atentados da Al-Qaeda e do IRA. Porque pensem: tem tudo o que é necessário para se caracterizar como terrorismo: Os alvos não são militares, há um grande interesse político por trás, e, não se enganem, _mata muita gente_. Agora, como nós somos uma sociedade moral, ninguém ousa rechaçar essa palhaçada, já que a Igreja fala em nome de "deus". Enquanto isso, milhões de pobres coitados se contaminam e alastram a doença porque usar camisinha é pecado. Ouçam a "solução" que a Igreja propõe: "Para a Igreja, a fidelidade no casamento, a castidade e a abstinência são os melhores meios de impedir o avanço do HIV/Aids." (fonte: Reuters). Ora, vocês acham seriamente que na sociedade atual esta idéia vai ter alguma praticidade? Isso é uma desculpa furada da Igreja pra dizer "vejam, nós temos uma solução pra AIDS, vocês que são bobões e não seguem."

Eu defendo uma intervenção militar da OTAN para retirar o terrorista mor do seu trono de tirania (acho que não preciso dizer a quem estou me referindo...). E olha, mesmo depois de falar tudo isso aqui eu ainda não me sinto nem um pouco menos revoltado com o fato de que uma doutrina que influencia mais de um bilhão de pessoas (fonte: Wikipedia) possa cometer uma atrocidade tamanha. a "sangria" deste ato é gigantesca, mas muito disfarçada. Eu acho que a gente tem que pagar uma viagem para o Papa ir até a África...
--- Seção "Do dia" ---

Música do dia:
Beethoven - Sonata p/ Piano n8 (pathetique)

Piada do dia:
-IGREJA MALVADOS DE DEUS-
"O público-alvo serão os pobres desesperados."
"Em seis meses, já poderemos eleger um ou dois deputados."
"Seremos uma máquina de manipular inocentes..."
"É como ter um canal de TV."

Fato imbecil do dia:
Frase do dia:
"But thus do I counsel you, my friends: distrust all in whom the impulse to punish is powerful!"
Friedrich Nietzsche, Also Sprach Zarathustra

6 Comments:

Anonymous Paulo Becker said...

Aahhh, a graannde igreja católica. Note o desrespeito com o uso apropriado de letras minúsculas (acho genial que tu respeita a instituição, mas 'deus' tu escreve com letra minúscula hehehehehe). Pois é, eu sempre achei que a igreja católica, a.k.a. maior empresa do mundo, é simplesmente mais uma organização que não tem o menor interesse em cuidar de algo além do seu próprio umbigo sagrado. Tem tanta coisa que eu podia dizer sobre os meus sentimentos com relação a igrejas e religiões, mas tudo se resume muito bem a um gesto: ..|.. (isso sou eu dando dedo).

1:34 PM  
Blogger Adriana PS said...

Pois é. Sempre achei super normal campanha pra usar camisinha (e necessário). Nem vou entrar no assunto da igreja, porque hhhaaaaaaaaaaaaaa

Mas aqui nos EUA as pessoas não fazem campanha de uso de camisinha. Alias, as pessoas transam com pessoas aleatorias (escondido obvio, porque todo mundo é santinho aqui) sem camisinha; não fazem teste pra ver se tem HIV de PROPÓSITO, porque não querem saber se vão morrer agora ou daqui a muito tempo (a Oprah me contou isso); e se ficam sabendo não se importam, porque AIDS tem "cura" na cabecinha minuscula deles (isso também vem da Oprah). Tudo isso porque não existe campanha de conscientização, porque se falar de camisinha ou AIDS na TV as crianças vão ficar traumatizadas, ou vão ficar curiosas sobre sexo, e isso é horrível!

Claro que aqui em Utah isso é pior, e não dá para generalizar. Tem pessoas muito inteligentes e informadas aqui nos EUA, que inclusive não gostam do Bush :)

5:50 PM  
Anonymous tintiN said...

Bah cara gostei do blog... Parabéns mesmo, tá tri bem escrito (não que eu seja algo referencial pra ti achar que tá bem, mas como tu disse, comentários são bem vindos, não? hehe), concordo com teu ponto de vista da Igreja, acho que realmente os cara tão vacilando afu com o que fizeram, mas fazer o que, nesse mundo opnião é que nem cú, cada um tem o seu, mas divulgá-la para o mundo inteiro desse jeito é realmente foda. Abraço!

11:52 PM  
Anonymous Jorge said...

É isso aí. O amor de verdade, do qual faz parte indissociável e fundamental o sexo prazeiroso e sem culpa (por motivo ALGUM - inclusive gravidez indesejada), é elemento chave para a saúde humana, especialmente a mental. É por isso que a igreja não está interessada nisso; homens mentalmente sãos são incapazes de seguir dogmas insustentáveis, mesmo que leve mais de 500 anos para receberem o "perdão"... (Será que o Galileu fazia questão?)

9:42 PM  
Blogger Felipe said...

ahhaah que loucura... a igreja está maluca como sempre... não é que eles realmente achem que a camisinha não deva ser usada, mas é que vai contra o diálogo padrão da igreja... assim como eles não acham bom o uso de revólveres porque vai contra o preceito 'não matarás'... eu acho que deviam proibir que a igreja se manifestasse sobre qualquer assunto, e pronto.

11:21 PM  
Anonymous norma stephan said...

Quanto à grande igreja nem vou me dar ao trabalho de fazer nenhum comentário.... Mas quanto aos comentários que eu li aqui no teu blog!!!! Respeite viu!!!! T^impressionada com as opiniôes que vi!!!!! Como as pessoas mudam de opiniâo! bjs

2:34 PM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home